terça-feira, 17 de janeiro de 2012

A mente mente.

Tudo o que o se pensa
se prende na despensa
do cérebro.

Conexões como redes
e pensamentos
como peixes pescados.

Dúvidas como luzes
e respostas
como túneis escuros.

Consciência e
iconsciência,
subconsciência:

mas nelas não há ciência.

A memória é um quadro
negro cheio de rabiscos
de um velho analfabeto.

Não são hieróglifos
a serem desvendados.

Não há padrão alfabético
nas coisas da psiquê.

E a mente mente
mentiras esquecidas
nas quais ainda
se acredita.

Nenhum comentário: