segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Abscôndito

"O anônimo tem possibilidades infinitas de ação..."
(Carlos Drummond de Andrade) 
 
E meu nome, quem dele se lembrará?
Onde estiver o chumbo e o mármore,
onde Jó quisera escrever sua história,
eu não estarei e nem serei encontrado.
 
Minha vida será à Terra livro cerrado,
e minha luta presa àquela memória
que não demanda morte de árvore,
té que alguém pergunte: quem será?

Nenhum comentário: