quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Lux Æterna

Luz quieta que encomenda ao tempo
o negro do sol não nascido e o fulgor
da noite inacabada antes da alvorada.
Luz imensa que a pirotecnia dispensa
ao acolher o silencioso mistério da lua
encoberta pelas sombras do universo.

Nenhum comentário: