domingo, 5 de janeiro de 2014

Exílio

À memória de Dom Pedro II, "o Magnânimo"

O último ponto de terra avistei.
Fui-me da pátria e não chorei.
O claro azul do céu foi terror
e o mar quieto cruel tremor.
O céu que descia era o do Brasil:
da vida desiludida sumia.

Nenhum comentário: