domingo, 29 de junho de 2014

Ego sum Petrus?

Deixai-me contar
que um dia
a água fez-se dura
como a pedra,

E que sobre o mar

caminhei seguro
como em sólida rocha.

Mas titubeou a alma

que erigia o meu pé.

Vacilei... e conforme

minguava a fé,
gotejava a rocha,
desintegrava o chão.

O solo era de fino papel

e se rasgou em palavras.

Nenhum comentário: