quinta-feira, 31 de julho de 2014

O São Domingos


À Joana Todico Uemura

Era todo um ribeirão caudaloso;
hoje é um solitário fio espremido
entre as encostas de um choroso
pedaço de solo pelo mato velado.

Era o banho da braçada infantil
que ia nas claras águas se esfriar
enquanto o irmão, um velho tio,
alguém ia nele o almoço ganhar.

Era um quieto dilúvio controlado
que quando resolvia o Nilo imitar
só conseguia deixar o pé molhado
e alguma casa branquinha sujar.

Pindorama é uma dádiva do São Domingos.

Nenhum comentário: