terça-feira, 12 de agosto de 2014

Compreende?

A João Cabral de Mello Neto

"Compreende?" 
Era a sua vírgula oratória,
sua retilínea e lírica retórica, 
a síntese da fina arquitetura:
a pedra talhada da poesia. 

Era a pontuação demarcatória,

o fim-e-o-começo da narração,
era do ser a motora canção,
era a libertadora compreensão. 
"Compreende?" 

Nenhum comentário: