domingo, 7 de junho de 2015

Noite-dessas

O meu dia acaba na alvorada,
se dilata até o fim da sacada.
E começa com a lua chegada
ao palco da nudez estrelada. 

Nenhum comentário: