sexta-feira, 5 de junho de 2015

Vade retro, florista!

Olhai os lírios do campo
mas deixai-os lá,
porque vaso algum há de nutri-los.

Nenhum comentário: