domingo, 10 de janeiro de 2016

Pescador de Homens

Letra original: Cesáreo Gabaráin
Tradução: Dayher Giménez

Tu vieste à praia,
Não buscaste nem a sábios nem a ricos.
Apenas queres que eu te siga.

Senhor, me miraste nos olhos,
Sorrindo disseste meu nome.
Na areia eu deixei o meu barco:
Junto a ti buscarei outro mar.

Tu sabes bem o que tenho,
Em meu barco não há ouro nem espadas,
Apenas redes e meu trabalho.

Senhor, me miraste nos olhos,
Sorrindo disseste meu nome.
Na areia eu deixei o meu barco:
Junto a ti buscarei outro mar.

Tu necessitas de minhas mãos,
Meu cansaço que a outros descanse,
Amor que quer seguir amando.

Senhor, me miraste nos olhos,
Sorrindo disseste meu nome.
Na areia eu deixei o meu barco:
Junto a ti buscarei outro mar.

Tu, pescador de outros lagos,
Ânsia eterna de almas que esperam.
Amigo bom que assim me chamas.

Senhor, me miraste nos olhos,
Sorrindo disseste meu nome.
Na areia eu deixei o meu barco:
Junto a ti buscarei outro mar. 

Nenhum comentário: