domingo, 8 de maio de 2016

Pia desideria

Sonha, sonha que acordas do sono
E fias o tecido ensolarado do sudário,
E fias a corda do sino do campanário.
Tu te vestes com o mais roto pano
E queres seda e veludo para o altar?
E queres com lírios o templo exaltar?

Nenhum comentário: