segunda-feira, 27 de junho de 2016

"Sotto il velame delli versi strani"

O esquisito frear no cênico
Mundo. De louco e médico...
A má letra é doença fatal,
Febril. Li temperatura feia.
O gelo acusar na jacuzzi
De Marat. Shema, Dreyfus!

Eu ri pelo destino
Das letras eternas.
Pitaco nas ágoras?
O cheiro que espero
Dos números
É bolor material. 

Só crateras na lua?
Sabedoria: château en Espagne
Como perder nisto consolo?
O sol é plebeu. 

Nenhum comentário: